Luiz Carlos Trabuco Cappi responde sobre a Previdência e outros temas – acompanhe

Em entrevista o presidente executivo e também presidente do conselho administrativo do Bradesco, Luiz Carlos Trabuco Cappi, ressaltou a importância da reforma da Previdência. Veja quais foram os principais pontos abordados.

Quando perguntado se o presidente tem condições políticas para aprovar as mudanças, o banqueiro respondeu que Michel Temer apresenta os recursos políticos necessários para conduzir a votação em fevereiro próximo. Ele ressaltou que o governo atual possui coerência monetária e fiscal.

O banqueiro também foi questionado se a reforma política pode ser aprovada mesmo com um novo presidente. Para ele, a reforma chega a ser mais indispensável que as eleições que ocorrerão este ano. Ela dá o tom de imediatismo em relação à agenda positiva, enfatizou Trabuco reforçando que reforma é impulsionadora, independente do candidato que vença.

Para Luiz Carlos Trabuco Cappi as previsões de crescimento para este ano já foram estabelecidas. A reforma da Previdência, neste contexto, se mostra quase como uma mãe das reformas. Haverá um aumento do custo para o Tesouro, caso não haja a reforma. Além disso é possível que tenhamos um conflito de gerações e não um pacto entre elas. Trata-se de uma questão que vai refletir no médio prazo.

A corrida eleitoral

Quando questionado sobre a corrida eleitoral, o executivo afirmou que não consegue avaliar os possíveis candidatos, porém sabe que será uma eleição em que os candidatos irão refletir sobre o “espectro político da sociedade”. Para o banqueiro será uma corrida com debate profundo.

Luiz Carlos Trabuco Cappi também respondeu a perguntas relacionadas a retomada do crescimento em 2018. Ele afirmou que a recessão foi tão profunda, mas aqueles trabalhadores que se mantiveram no mercado de trabalho estão trocando móveis, comprando carro, entre outras compras. “O pior ficou para trás”, ressaltou.

Os investimentos internos e externos

Trabuco disse que o país já é alvo de investimentos, principalmente pelas recentes operações direcionadas para a abertura de capital estrangeiro. O que sinaliza a retomada. O país é um lugar interessante para se investir por conta de suas características e os indicadores revelam que os investidores estão mais propícios a investir.

O banqueiro disse que passamos atualmente por um processo de expectativa, por conta de estarmos um país que vai passar por eleições, contudo temos um governo que está se esforçando para convencer o congresso a realizar as reformas. Apesar disso é um país com opções importantes de infraestrutura, capaz de atrair investidores.

A última questão foi: os empresários estão mais atuantes nos debates do País? Luiz Carlos Trabuco Cappi respondeu que os empresários não querem reformas tributários que representem pagar menos impostos. Eles querem um sistema tributário mais simplificado. Em um país que passa por diferentes ajustes fiscais, seria uma insanidade uma reforma para reduzir os impostos. Para ele, não precisamos diminuir carga tributária e sim simplificar os processos.

Sobre o futuro no banco

Luiz Carlos Trabuco Cappi irá anunciar seu sucessor na presidência executiva do Bradesco ainda no primeiro semestre de 2018. A partir daí seguirá apenas como presidente do conselho administrativo.