Projeto na Dinamarca que combate o desperdício tem a princesa do país como uma das voluntárias

A Dinamarca é realmente um país dos sonhos, e a sua capital Copenhague, é um exemplo de segurança, simplicidade e igualdade. Esse país que no passado era o território de reis, rainhas e vikings, atualmente é um exemplo a ser seguido pelos outros países e os seus habitantes fazem parte de um dos povos mais felizes do planeta.

O príncipe Joaquim e a princesa Marie vivem no palácio de Amalienborg, que é a mais antiga casa real do continente europeu. Mas o palácio não é marcante pelas suas riquezas e quadros, já que não possui objetos valiosos em seus cômodos, ele nos marca pela sua decoração simples. A simpática princesa Marie é casada com o príncipe Joaquim, segundo na linha de sucessão da coroa dinamarquesa.

A princesa revela que ela e o marido procuram ser exemplos para a população do país, seguindo com uma vida simples. A princesa tem um projeto que luta contra  o desperdício de comida  no país, e o lucro de duas lojas em Copenhague criadas pela igreja da Dinamarca, são revertidos para programas de combate à fome em outros países do mundo. Tudo começou quando a lei dinamarquesa foi mudada em 2014 e autorizou a venda de alimentos que passaram do vencimento, mas que ainda podem ser consumidos. Esses alimentos são doados pelos supermercados e vendidos nos mercados do projeto.

Em 2016, o projeto chamado Wefood teve cem toneladas de alimentos vendidos em suas lojas, produtos que iriam parar no lixo e que estão sendo consumidos. Todo esse trabalho envolve cerca de cem voluntários e a mais conhecida entre eles é a princesa Marie. Os estudos revelam que um terço de todos os alimentos produzidos são descartados, enquanto o mundo possui cerca de 800 milhões de habitantes passando fome. O que nos faz pensar que mais projetos desse tipo precisam ser implantados pelo mundo.

A Dinamarca realmente é um país único no mundo, e uma curiosidade do país é que não existem porteiros, por exemplo. Como a confiança entre os habitantes da Dinamarca é muito grande, os lixeiros quando passam para recolher os lixos, usam uma chave mestra que abre todos os prédios e casas que eles vão fazer a coleta. Além da confiança entre os seus moradores, esse país é muito seguro e proporciona uma vida tranquila para os seus habitantes mais ricos.