Surgem grandes inovações no combate a dengue

Image result for Surgem grandes inovações no combate a dengue

Como o perigo da dengue é uma constante, sempre estão surgindo inovações para ajudar no combate contra o mosquito. Um empresário pretende trazer para o Brasil uma tinta de parede que possui inseticida e que promete controlar o crescimento da praga e afugenta-lo.

A tinta foi desenvolvida por uma empresa espanhola chamada Inesfly e tem tudo para ser o artificio mais eficaz contra o inseto. Esse produto já existe mais de 10 anos, esta presente em mais de 12 países, e é tradicionalmente comercializada na África. Sendo que lá o foco são os transmissores da malária.

O empresário Roberto Lucena explicou que numa das suas passagens na Espanha, ele foi apresentado ao produto, que pode ser o mais eficaz já inventado até hoje. Ele afirmou que basicamente se trata de uma tinta inseticida. Roberto foi convidado para representar o produto no Brasil, e disse que ficou muito animado, porque o produto realmente funciona, e pode se tornar uma arma muito forte contra as doenças disseminadas pelo mosquito.

Lucena ainda ressaltou que se o produto tiver boa receptividade, a fabricante certamente começara a produzir aqui no Brasil. O que pode baratear o preço para o consumidor. Muitas redes de loja de tinta já procuraram o empresário demonstrando interesse no produto que esta prestes a ser lançado. Uma lata de 4 litros deve ser comercializada por volta de R$526.

Outra inovação que pode ter um futuro promissor se trata de um projeto que consiste em incentivar a população a criação de armadilhas caseiras de mosquito. Esse projeto tem dois objetivos. O primeiro é incentivar a mobilização contra o inseto. Fazer as pessoas presenciarem a eficácia de uma armadilha caseira de insetos.

No entanto o objetivo principal é bem mais ousado. O projeto pretende recolher as armadilhas caseiras e fazer uma contagem dos ovos de mosquito, em seguida fazer um descarte adequado. A ideia é mapear por região a quantidade de mosquitos em determinados períodos do ano, para com isso criar um aplicativo que é capaz de mostrar os lugares que possuem uma maior população do inseto, e consequentemente uma maior chance de infecção. É como se fosse um “Waze” para evitar mosquitos.